Boas notícias de sexta-feira

November 23, 2010

Como o título diz, o post deveria ter sido escrito antes. Paciência.

Boas notícias nesta sexta-feira. O Lord Inglês (à direita) vai permanecer no Ministério da Fazenda. Se for para o Brasil continuar a crescer a 7% (ops, não, revisaram: 8%) ao ano, está ótimo.

Toninho

A segunda boa notícia é que a Justiça (e merece o J maiúsculo) mandou reabrir o caso do assassinato do Toninho, Antônio da Costa Santos, o prefeito de Campinas, morto em 10 de setembro de 2010. A família do Toninho vem insistindo que a PF assumisse o caso, mas, infelizmente, o caso voltou para Campinas, na mesma delegacia que montou um caso muito do mal-explicado contra um criminoso comum. Não deixa de ser, ainda assim, uma esperança para que haja justiça no caso Toninho, um dos grandes prefeitos que essa cidade já teve.

Mais sobre os ataques da Paulista

November 19, 2010

[reportagem do SBT, hat tip: Blog da Cidadania]

Um post sobre homofobia

November 18, 2010

Homofobia geralmente é geralmente uma coisa sutil, daquelas que nos minam aos poucos, discretamente marginalizando os estranhos. Mas às vezes a homofobia mostra sua cara feia.

Esta semana foi um desses momentos.

 

Vítima de ataque homofóbico em São Paulo

Três jovens foram atacados na Paulista, ao som de insultos homofóbicos.

Daquela piadinha supostamente inofensiva à uma agressão estúpida como essa, existe diversas gradações de homofobia, mas a mentalidade é a mesma. Cabe à Justiça responder aos ataques da Paulista. Mas abolir essa mentalidade que dá espaço a esses crimes de ódio é um esforço contínuo.

Pois começamos. Hoje de noite, fui tentar buscar algum post de blog que discutisse o evento. Achei… um bastante deprimente.

Ressalto alguns trechos:

(…) será que os homesexuais não estão confundindo liberdade com excesso de privilégios?

Como sempre, o pedido por espaço e direitos é privilégio.

A poucos dias jovens paulistanos quase mataram um homesexual com socos e pontapés, soa revoltante e injusto com a parcela homosexual e realmente é mas e se fosse com um hétero, teria dado a mesma repercussão?

O fato aqui é tão simples, que uma besteira dessas me deixa abismado. Mas respondo, respondo: se os rapazes atacados fossem héteros ELES NÃO TERIAM SIDO ATACADOS. Isso foi claramente um crime homofóbico, uma vez que foram atacados dois jovens sem relação nenhuma, em pontos diferentes da avenida. Segundo as testemunhas, sob gritos de “bicha, bicha”, e sem provocação.

Caminhe pela rua com uma camiseta do “Orgulho Gay” e todas aquelas cores extravagantes e veja o que acontece. Talvez algumas risadas e nada mais, as pessoas têm medo de se expor. Agora sai por aí com uma camiseta do “Orgulho Heterosexual”, vai chover babaca moderninho te chamando de preconceituoso e o caralho a quatro.

Isso é o que foi lindamente catalogado de falsa simetria pelo Idelber Avelar. Explico então: Orgulho Gay é reação ao preconceito sofrido, um pedido de tolerância. Orgulho Hétero, se é uma reação ao “Orgulho Gay”,  está funcionando como uma resposta contra ao pedido de tolerância. Ser contra a tolerância… não é um pouquinho intolerante?

O texto traz por fim aquela padrão:

Justo com o hétero? Não, nada justo.

Coitado do homem hétero. Sem nunca ter alguém para defender dos preconceitos que ele sofre por sua sexualidade. Ah, héteros não sofrem preconceito social por serem héteros? Bom sempre lembrar.

Frase do dia

November 18, 2010

Primeiro, 45% dos brasileiros disseram não. Não foi apenas preferência à candidatura de José Serra, mas também negação ao nome de Dilma Rousseff e ao ‘status quo’, o que inclui o presidente Lula.

— Sérgio Guerra – entrevista ao Globo

Se seu candiato é nada mais que um anti-candidato, meus pêsames. Seria muito bom para o Brasil ter uma direita com alguma espécie de programa positivo.

A radicalização virá?

November 18, 2010

Agora a Folha deu para tirar a ficha da Dilma preparada pelos militares.  A Folha realmente vai embarcar na estratégia de defender o regime militar para atacar a Dilma?

(ok, ok, já falaram disso, mas me reservo no direito de me repetir. Não tem ninguém me lendo mesmo)

Todo blog de esquerda já disse isso, mas eu repito: um grande desserviço que a campanha louca do Serra fez para o Brasil este ano foi trazer para a mesa o discurso radical mais cheio de ódio, preconceituoso.

É muito ter que explicar que democracia e ditadura são coisas diferentes? Endossar um inquerito da ditatura não é muito diferente de endossar a própria ditadura, e endossar a ditadura não é algo aceitável.

A Folha passa a jogar um jogo muito perigoso se se decidir pela radicalização pela direita.

Mil anos de mapa da Europa

November 14, 2010

Fidel Castro e os mísseis

August 14, 2010

Uns dias atrás vem o Fidel e faz um discurso advertindo que o Obama está levando o mundo para uma guerra nuclear.

Ok, ok… Fico feliz que o Fidel Castro está bem, Cuba é muito legal e coisa e tal e até que o velho pode ter razão nesse ponto. Mas me refresquem a memória, não foi justamente o Fidel um dos protagonistas de uma crise quase levou o mundo a um conflito nuclear em 1962?

Carta do leitor

August 14, 2010

No Valor Econômico, leio a seguinte Carta do leitor:

O fim de Deus?

Era o que nos faltava. A Procuradoria Geral da República quer acabar com o ensino religioso nas escolas públicas porque o estado é laico e, portanto, não pode oferecer o ensino de uma religião nas escolas públicas. Os procuradores explicam inclusive que fazem isso para proteger as minorias, que não dividem os mesmos princípios e valores religiosos. Quero ver o que vai acontecer com as inúmeras escolas brasileiras mantidas por ordens religiosas. Como vão reagir?

Às vezes simplesmente não entendo a lógica de algumas pessoas. A carta explicitamente fala que a regra se aplica a escolas púbicas. No entanto questiona sobre as escolas mantidas por ordens religiosas. Ora, se a escola é mantida por uma ordem religiosa, essa escola é privada, e não pública, logo não é afetada pela regra.

Se a pessoa quiser dar ao filho uma educação religiosa, ótimo, existem escolas religiosas para isso, mas por outro lado é importante preservar a laicidade do Estado. Estado não é Igreja, oras.

É isso ou estou perdendo alguma informação importante aqui? Do jeito que essa carta está escrita, não faz sentido nenhum para mim…

Spy vs Spy

July 9, 2010

WTF? Espiões russos presos nos EE.UU.?

Julia Gillard

June 26, 2010

E a Austrália tem sua primeira primeira-ministra, a labour Julia Gillard.

Registre-se que (a) isso é um prenúncio para a Dilma. (b) o sotaque dela é uma graça, ouçam: